Programa Mínimo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Programa Mínimo

Mensagem  bubbles em Dom Jan 15, 2017 8:40 pm

Segue o docs para editar. ;D

Programa mínimo e programa de transição
A tarefa estratégica do próximo periodo - período pré-revolucionário de agitação, propaganda e
organização - consiste em superar a contradição entre a maturidade das condições objetivas da revolução e
a imaturidade do proletariado e de sua vanguarda (confusão e desencorajamento da velha geração, falta de
experiência da nova). É necessário ajudar as massas, no processo de suas lutas cotidianas a encontrar a
ponte entre suas reivindicações atuais e o programa da revolução socialista. Esta ponte deve consistir em
um sistema de REIVINDICAÇÕES TRANSITÓRIAS que parta das atuais condições e consciência de
largas camadas da classe operária e conduza, invariavelmente, a uma só e mesma conclusão: a conquista
do poder pelo proletariado.
A social-democracia clássica, que desenvolveu sua ação numa época em que o capitalismo era
progressista, dividia seu programa em duas partes independentes uma da outra: o programa mínimo, que
se limitava a reformas no quadro da sociedade burguesa, e o programa máximo, que prometia para um
futuro indeterminado a substituição do capitalismo pelo socialismo. Entre o Programa mínimo" e o
Programa máximo" não havia qualquer mediação. A social-democracia não tem necessidade desta ponte
porque de socialismo ela só fala nos dias de festa.
A Internacional Comunista enveredou pelo caminho da social-democracia na época do capitalismo em
decomposição, quando não há mais lugar para reformas sociais sistemáticas nem para a elevação do nível
de vida das massas, quando a burguesia retoma sempre com a mão direita o dobro do que deu com a mão
esquerda (impostos, direitos alfandegários, inflação, deflação", carestia da vida, desemprego,
regulamentação policial das greves, etc.), quando cada reivindicação séria do proletariado, e mesmo cada
reivindicação progressista da pequena burguesia, conduzem inevitavelmente além dos limites da
propriedade capitalista e do Estado burguês.
A tarefa estratégica da IV Internacional não consiste em reformar o capitalismo, mas em derrubá-lo. Seu
objetivo político é a conquista do poder pelo proletariado para realizar a expropriação da burguesia.
Entretanto, o cumprimento desta tarefa estratégica é inconcebível sem a mais atenta atitude em todas as
questões de tática, mesmo as pequenas e parciais.
Todas as frações do proletariado, todas as camadas, profissões e grupos devem ser levados ao movimento
revolucionário. O que distingue a época atual não é o fato de ela liberar o partido revolucionário do
trabalho prosaico diário, mas o de permitir conduzir esta luta em união indissolúvel com as tarefas da
revolução.
A IV Internacional não rejeita as reivindicações do velho programa mínimo», à medida que elas
conservaram alguma força vital. Defende incansavelmente os direitos democráticos dos operários e suas
conquistas sociais. Mas conduz este trabalho diário ao quadro de uma perspectiva correta, real, ou seja,
revolucionária. A medida que as velhas reivindicações parciais mínimas" das massas se chocam com as
tendências destrutivas e degradantes do capitalismo decadente - e isto ocorre a cada passo -, a IV
Internacional avança um sistema de REIVINDICAÇÕES TRANSITÓRIAS, cujo sentido é dirigir-se, cada
vez mais aberta e resolutamente, contra as próprias bases do regime burguês. O velho programa mínimo"
é contentemente ultrapassado pelo PROGRAMA DE TRANSIÇÃO, cuja tarefa consiste numa
mobilização sistemática das massas em direção à revolução proletária. (https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/999769/mod_resource/content/1/TROTSKY%2C%20Leon.%20O%20programa%20de%20transi%C3%A7%C3%A3o.pdf)

http://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/artigo253100_merged.pdf

Os 10 pontos do programa mínimo:
“Reforma agrária”, ou seja, a luta contra o latifúndio: a grande propriedade rural;
“Imposto progressivo”, ou seja, quem ganha mais paga uma porcentagem maior de imposto;
“Imposto sobre heranças”, para se ter mais igualdade de oportunidades;
Nacionalização de grandes empresas estrangeiras, e o confisco de propriedades privadas, visando o bem comum;
Banco Central, para emitir moeda nacional de curso legal; e bancos do Estado, para conceder crédito ao público;
Ferrovias, linhas aéreas e transportes do Estado, para ir até os lugares mais distantes;
Fábricas, fazendas agropecuárias e empresas comerciais do Estado, para vender produtos mais baratos;
Leis de trabalho, rural e urbano, fixando remunerações mínimas, e condições dignas de trabalho;
Retenções pelo Estado de uma porção dos lucros das empresas privadas em minério, petróleo e gás, e das grandes fazendas agropecuárias;
Educação pública e universal, gratuita e obrigatória para todas as crianças e jovens.


O docs pra editar:
https://docs.google.com/document/d/1JHTuD-NFfRh560PYzLqxabcKXmx973ST1smHjwUrgVI/edit?usp=sharing
avatar
bubbles

Mensagens : 34
Data de inscrição : 06/08/2016
Idade : 26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum